POWr Multi Slider

8.5.17

o problema não está nas segundas-feiras

As segundas-feiras costumam ser um dia terrível para as pessoas. Pelo menos para aquelas que podem usar o fim-de-semana para descansar ou fazer tudo aquilo que bem lhes apetece e que vai além do trabalho. O regresso ao trabalho faz com que as pessoas olhem para a segunda-feira como um dia extremamente penoso.

Já Ricky Gervais diz que o problema não está nas segundas-feiras, mas na vida das pessoas. É certo que é uma piada levada ao extremo, mas não anda longe da verdade. Aliás, está mais perto da verdade do que da mentira. E sou exemplo disso. As segundas-feiras eram “penosas” para mim. E agora que mudei de trabalho percebo melhor o alcance da piada de Ricky Gervais.

O problema não estava na segunda-feira, mas em mim. Na minha vida. Na desmotivação em que me encontrava. Isso é que tornava tudo extremamente penoso para mim. Agora, a segunda-feira é um dia como outro qualquer. Existe motivação em trabalhar. Em fazer mais e melhor do que no último dia. Independentemente de ser segunda ou sexta-feira.

Daí concordar cada vez mais com a piada. O problema não está nos dias da semana, mas na vida das pessoas. Na motivação ou na falta dela. Na alegria ou na tristeza perante aquilo que se faz. E quando se tem isto em conta pesa ainda mais a responsabilidade de cada um. E digo isto porque temos tendência a ter medo da mudança. E nem sequer a procurar a mudança que, na maioria dos casos, só nos faz bem.

4 comentários:

  1. Bom dia
    É a mais pura da verdade o que acabo de ler, quando se vai para o trabalho sem motivação é na realidade uma grande frustração e digo isto por experiência própria seja em que dia for da semana.
    JAFR

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando tudo está bem os dias da semana não fazem diferença.

      Eliminar
  2. Ó homem, que isso é heresia! As segundas-feiras só existem para serem os dias mais odiados da semana. Mai' nada! E com toda essa felicidade repimpada só te pões a jeito para lhes fazer companhia. ;)
    (Pronto, estás desculpado. Mas só porque adoro ver pessoas felizes!)

    ResponderEliminar