POWr Multi Slider

19.6.17

o facebook enquanto medidor da vida

Já tinha percebido que as pessoas olham para as redes sociais de forma séria. Parecem esquecer, ou ignorar, o lado virtual das redes sociais. Encaram as mesmas como bastante reais. Chega ao ponto de muitas pessoas olharem para o Facebook, apenas para dar um exemplo, como o medidor da vida das pessoas.

Se acontece uma tragédia, a pessoa é obrigada a deixar um comentário nas redes sociais. Tem de publicar um post onde dá a sua opinião. Caso não o faço é um insensível. Como é possível que determinada pessoa não dedique um post a determinado acontecimento? Só pode ser insensível. Algo que acontece com frequência.

Se a pessoa é amiga de alguém e não faz likes nas publicações e fotos dessa mesma pessoa... é outra dor de cabeça. “Como é que te dizes meu amigo se não fazes gosto nas minhas coisas? Nunca comentas nada! E já reparei que comentas coisas de outras pessoas”, dizem. Como se o código de conduta da amizade tivesse uma adenda relativa ao comportamento nas redes sociais.

E estes são apenas dois exemplos da forma demasiado séria como se encara uma rede social. As redes sociais são boas. Úteis em muitos casos. Perigosas noutros. Mas são isso mesmo, uma rede social. Não são o medidor da vida das pessoas. Não é o que acontece ali que conta. Aquilo que verdadeiramente interessa é o que se passa longe dali.

2 comentários:

  1. Excelente post. As redes sociais, atualmente, têm um peso demasiado grande para aquilo que realmente valem. Boa semana 😘

    ResponderEliminar